219 458 670 / 219 446 417 | geral@jf-moscavideportela.pt

COMUNICADO – PARQUE DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO, NOVO MERCADO E PRAÇA PÚBLICA | APROVADO

UMA DAS MAIS ANTIGAS ASPIRAÇÕES DA VILA DE MOSCAVIDE.

A falta de estacionamento da Vila de Moscavide foi, desde sempre, uma das principais preocupações do Executivo da Junta de Freguesia de Moscavide e Portela, tendo inclusivamente feito parte dos nossos compromissos e programa eleitoral.

O crescimento económico e acima de tudo a valorização territorial de Moscavide estão diretamente relacionados com a capacidade de oferecer a quem visita e consome no comércio local ou quem aqui reside, alternativas acessíveis, práticas e rápidas de estacionamento.

Sabíamos que a criação de mais lugares de estacionamento não poderia resultar de mais ocupação de espaço público, antes da regeneração e modernização dos espaços já dedicados ao estacionamento. Sabíamos, porque conhecemos a Vila, que se é importante criar mais lugares de estacionamento, também é fundamental manter e melhorar os espaços verdes e dotar a Vila de uma rede de espaços públicos capaz de estimular a fruição por parte das pessoas.

Moscavide só poderá modernizar-se se oferecer espaços públicos de qualidade, enquanto que disponibiliza serviços urbanos de qualidade como o estacionamento.
Lançámos mão à obra e propusemos a quem tem essa competência – Câmara Municipal de Loures – a construção de um parque de estacionamento subterrâneo, garantindo mais lugares de estacionamento, mais conforto e mais segurança na sua utilização.

Sabíamos que para o conseguir, ter-se-ia de substituir também o já velhinho mercado de Moscavide que, sendo uma referência à época em que foi construído, era já um equipamento com graves deficiências e incapaz de oferecer aos clientes e lojistas as melhores condições para uma procura cada vez mais exigente.

Lutámos. CONSEGUIMOS!

Durante 2 anos de forma consecutiva projetamos, apelámos, reivindicámos, negociámos e exigimos à Câmara Municipal de Loures que esta obra fosse concretizada.
Não nos limitámos a ficar à espera que acontecesse. Fizemos o nosso trabalho. Demonstrámos a necessidade e acima de tudo a viabilidade da obra bem como a sua importância para o tecido económico da freguesia e para os nossos cidadãos.

Fomos concretos. Arrojados. Fomos capazes de motivar todas as forças para esta obra comum de grande importância para a freguesia.

Estivemos, uma vez mais, do lado certo da história e conseguimos erguer um projeto que ficará, certamente, como uma marca distintiva na modernização da freguesia.

Sim, é possível

Com trabalho, inteligência e resiliência, tudo é possível!

Hoje, a Câmara Municipal de Loures aprovou o lançamento do concurso para a construção do parque de estacionamento subterrâneo na Vila de Moscavide, que implicará também a construção de um novo mercado para a freguesia.

É de facto um dia marcante para este executivo que empenhou muita energia nesta obra, mas será ainda mais importante para a Vila e para a freguesia. Uma obra que projetamos, que propusemos e que tudo fizemos durante 2 anos para que viesse a ser uma realidade.

Como é público, fomos sendo determinados neste processo tendo o mesmo conhecido um importante desenvolvimento aquando da presidência aberta da Câmara Municipal de Loures que, pode comprovar da necessidade da obra e da adequação da proposta da Junta de Freguesia.

Dissemos, Fizemos! Esse é o nosso trabalho diário e no qual continuaremos a investir. Continuar a colocar as pessoas no primeiro lugar!

Com esta obra, entraremos com decisão num novo ciclo da freguesia de Moscavide e Portela em que o desenvolvimento e modernização são fatores geradores de valor para toda a comunidade.

Esta obra e investimento de uma dimensão relevante, trará Moscavide para um novo ritmo e uma nova forma de se posicionar no contexto local e regional, fator decisivo para a geração de uma economia local mais forte.

Destaque-se ainda que no júri do concurso que avaliará as propostas, fará parte um elemento da Junta de Freguesia. Uma proposta deste executivo que rompe com um passado em que as comunidades locais não eram envolvidas no processo de decisão, levando a erros de conceção ou um total desencontro entre o que era realizado e o que era de facto necessário.

Estamos onde e como devemos estar; no centro da defesa dos interesses de uma comunidade, com uma voz ativa, dinâmica, assertiva que busca os consensos, mas sabe para onde quer ir.

Este executivo assume os seus compromissos e continuará a trabalhar diária e arduamente para que todos os investimentos fundamentais para a freguesia sejam realidades e para que a qualidade de vida dos cidadãos seja cada vez mais o fator que nos une como comunidade e nos distingue pela positiva.

Vamos Juntos. Primeiro as Pessoas!